Revista do AviSite
Revista do OvoSite
Encartes Especiais
Notícias
Informativo Semanal
Informativo Diário
Info Estatísticas
Canal Agroceres
PecSite
SuiSite
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Canal Agroceres
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Quarta-feira, 10/08/2022
Siga-nos:
Notícias Informativo Semanal Informativo Diário Info Estatísticas Canal Agroceres
NOTÍCIAS
Desempenho exportador das carnes na primeira semana de novembro




Campinas, SP, 09/11/2021


A nota dissonante na exportação brasileira de carnes continua vindo da carne bovina. Que, com a continuidade dos embarques para a China suspensos, abriu novembro de 2021 (20 dias úteis, como novembro do ano passado) sinalizando para o mês redução de 37% no volume embarcado e de 29% na receita cambial. E o índice de queda na receita é menor que o índice de queda no de volume porque o produto continua em valorização, seu preço médio abrindo novembro com incremento anual de quase 13%.

Já as carnes suína e de frango permanecem com boa evolução. A suína, pelos dados iniciais do mês, pode ter seu volume aumentado em quase 60% em relação a novembro de 2020 e chegar às 120 mil toneladas, superando novamente os embarques de carne bovina e registrando novo recorde mensal. Mas a receita apresentará evolução proporcionalmente menor (incremento em torno de 45%), porque seu preço médio, pelo “efeito China” permanece em queda, registrando redução de 8% em comparação ao que foi registrado em novembro de 2020.

As melhores expectativas, porém, estão depositadas na carne de frango. Pois o volume médio embarcado nos primeiros dias úteis de novembro superou ligeiramente as 24 mil toneladas diárias, aumentando quase 50% em relação ao mesmo mês de 2020 e sinalizando, para a totalidade do mês, volume de, aproximadamente, 484 mil toneladas e o dobro da receita alcançada um ano atrás.

É provável, no entanto, que todos os valores apresentados tenham se distribuído pelos cinco primeiros dias de novembro e não por apenas três, como fez a SECEX/ME (para o poder público federal os dias 1 e 2 de novembro são de ponto facultativo). Assim, é visível a tendência de diluição dos valores ora divulgados.




Fonte: AviSite
Autor: Redação






COMENTÁRIOS



NOTÍCIAS RELACIONADAS